Tudo o que você precisa saber sobre a fossa

O tanque séptico, ou fossa, como é popularmente conhecido, faz parte de uma sistema de tratamento de esgoto em conjunto com o sumidouro. Sabemos que a fossa foi o primeiro sistema de tratamento inventado, e que até hoje é o mais usado. Mas qual a diferença entre eles?

Fossas

Fossas sépticas são responsáveis por evitar que os desejos humanos sejam lançados diretamente em rios e lagos, ou até mesmo na superfície do solo. Além desse aspecto ecológico, a fossa é responsável por evitar que doenças se espalhem, por isso ela é importante em projetos de casas por exemplo.

De uma maneira mais técnica trata-se de um tanque que recebe o esgoto (dejetos e águas servidas) e divide o sólido do líquido, iniciando o processo de degradação biológica.

fossas

Características da fossa

As fossas são tanques horizontais que realizam a separação de sólidos e líquidos e que fazem a decomposição de forma anaeróbia.

São unidades simples e não possuem qualquer tipo de mecanização, de fácil operação e custo baixo, que realiza diversas funções.

A fossa é um sistema eficiente de tratamento de esgoto local e faz isso de forma natural, realizando diversas funções simultaneamente.

O tamanho da fossa depende da quantidade de pessoas que vivem na casa. Ela é dimensionada em relação ao consumo de água por dia e por pessoa, cerca de 200 litros. Porém de uma maneira geral a capacidade da fossa não pode ser inferior a mil litros.

No mercado existem dois tipos de fossas, independente de sua capacidade: as inteiriças, construídas em uma única peça, e as de anéis com encaixes para sobreposição.

fossas